Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estamos Sozinhos?

Paranormal | Extraterrestres | Religião | Conspiração

Estamos Sozinhos?

Paranormal | Extraterrestres | Religião | Conspiração

30.Jan.20

Coronavirus | A Verdade Sobre As Teorias Da Conspiração Que Circulam Internet

Que Mentiras Andam A Circular Na Internet?

coronavirus

O Coronavírus tem sido uma doença que elevou os organismos de saúde para alertas nunca antes vistos e foram tomadas medidas que nunca se pensou tomar.

Quando algo deste género acontece, não é de estranhar que fake news comecem a circular nas redes socais e se gerem teorias da conspiração que lançam ainda mais o pânico entre as populações.

Nos últimos dias, várias teorias têm avançado com informações falsas, ou mal interpretadas por quem as divulga, criando uma corrente de desinformação às pessoas.

Por isso, resolvi investigar algumas dessas teorias e procurar trazer a verdade sobre elas.

Vamos agora abordar algumas.

O Coronavírus foi contraído por chineses comerem morcegos

morcegos

Em primeiro lugar é preciso perceber que o coronavírus já existia à muito tempo, mesmo antes desta epidemia. 

A sua origem em Wuham ainda é desconhecida, embora haja suspeitas de que esta nova estirpe possa ter surgido de alimentos marinhos.

Sim, é verdade que esta nova variante do vírus é 96% idêntica à encontrada nos morcegos e que é a fonte original de SARS (Síndrome Aguda de Respiração Grave).

Essa história teve origem num vídeo de uma mulher que se encontrava em Palau, e não na China, que comia um morcego e dizia que sabia a galinha, em 2017.

Entretanto, a mulher já publicou um novo vídeo em que estava bem de saúde e a pedir desculpar pelo seu vídeo anterior ter originado falsas informações.

Além do mais, o morcego é uma iguaria em outros países para além da China.

A Existência de uma vacina patenteada

vacina

Como seria de esperar a farmacêuticas não poderia ficar de fora da conspiração. Por isso, alguém espalha a ideia da existência de uma vacina com a cura.

Para além disso, a ideia de que teriam sido as farmacêuticas a proliferar o vírus também ganhou relevância.

Como se trata de uma nova variante do vírus, ainda não há vacina para ele.

Tudo começou com as declarações de um candidato americano ao Senado em que afirmou que havia uma vacina patenteada para o coronavírus.

O problema está no facto de que não há vacina.

Bill Gates está ligado com o surto

bill gates

Recentemente, Bill Gates fez uma doação para o instituto que detém a patente da vacina que trata as variantes mais antigas do coronavírus.

No entanto, a RP do instituto veio a público explicar que a vacina citada nas teorias da conspiração envolve apenas IBV (infeções virais de bronquite). Porém, ela tem um potencial de vacina apenas que enfraquece o vírus. A patente foi feita em 2015 e ainda não foram desenvolvidas pesquisas no sentido de criar uma vacina para o coronavírus.

Acrescentou que o trabalho não foi financiado por Bill Gates, apesar de ter existido a doação.

Ou seja, a doação de Bill Gates pode ter sido usada para outras pesquisas, ou simplesmente para a existência de fundos, mas, não está relacionada com nada do surto.

O coronavirus provém do desenvolvimento de armas biológicas

arma biologica

Esta teoria envolve o Canadá que supostamente estaria a desenvolver uma arma biológica em Wuham. Mas, não existem evidências que suportem isso.

O laboratório canadiense em causa pesquisou, de facto, o coronavírus em 2013, e as formas como ele infetava as pessoas.

Só que existem muitas variantes do vírus, como já foi mencionado e o laboratório analisava a variante MERS (Middle East Respiratory Syndrome).

No entanto, o laboratório de Wuhan que estuda as mais perigosas patologias do mundo, nega que estivesse a trabalhar num programa com o coronavirus.

O Centro de Controlo e Prevenção de Doenças avançou que o vírus estava ligado a alimentos de origem marinha, algo que ainda estaria a ser investigado, mas não havia nada que indicasse uma arma biológica.

O vírus pode ser curado pela ingestão de banqueadores

dioxido de cloro

Um dos teoristas da conspiração afirma que é possível curar o vírus através da ingestão dum branqueador, como o dióxido de cloro.

No entanto, a FDA (Food an Drug Administration) já vieram alertar para não beber tal coisas para tratar o vírus. 

Esta teoria já tinha sido usada como cura para o autismo, cancro, SIDA. Porém, a ingestão deste líquido tem mais consequências para a saúde do que a doença que trata.

 

Conhece mais alguma teoria da conspiração relacionada com o coronavírus? Deixe a teoria nos comentários e se gostou do tema partilhe com os seus amigos.

30.Jan.20

Maldições | Como Se Explica A Obsessão Pela Crença?

O que são maldições? A maioria das pessoas diz não acreditar, mas comportamento sugere o contrário.

“Isso vem se tornando uma maldição que carrego comigo todas as noites que me deito na cama, sozinha com meus pensamentos. Já amanhã levantarei sorrindo, colocarei belas roupas, usarei uma ótima maquilhagem e tudo passará despercebido aos olhos de todos, menos a mim.” 
Marilyn Monroe

maldições

É muito comum encontrar pessoas que dizem não acreditar em maldições e que se trata uma questão psicológica. Mas, no seu dia-a-dia assumem comportamentos que mostram a sua crença nas maldições.

São inúmeras as pessoas que acreditam que pragas, feitiços e alguns palavrões podem mudar o destino da vida delas.

Basta olhar para o número de pessoas que diz que os horóscopos são falsos, mas, ainda assim, não perdem a oportunidade de espreitar as previsões para o seu signo.

Então, porque é que isso acontece?

A Explicação Racional

racional

Da perspetiva científica, as maldições têm uma explicação racional. A ciência consegue clarificar o porquê das pessoas associarem os poderes sobrenaturais a eventos negativos.

Por exemplo, a crença em maldições pode surgir de um certo estilo de pensamento. O Psicólogo Daniel Kahneman propôs a existência de dois distintos modos de decisão.

O primeiro modo é automático, rápido e inconsciente. Consequentemente, este sistema é intuitivo e assenta as suas bases em erros sistemáticos.

O segundo modo é o contraste, controlado, lento e racional. 

Desta forma, a crença das pessoas em maldições baseia-se num pensamento espontâneo e subjetivo.

A questão da crença em maldições pode resultar do desejo de dar sentido ao mundo, de atribuir um significado ao caos. 

Porque é que as pessoas veem rostos nas nuvens e Cristo nas torradas? Há uma tendência de encontrar padrões significativos em coisas sem sentido, algo a que se chama de apofenia e padronicidade.

O mesmo pode acontecer com as maldições. As pessoas veem vínculos entre eventos aleatórios e atribuem indevidamente infortúnio, má sorte ou mesmo um feitiço mágico, em fatores como o erro humano.

As pessoas que tendem a acreditar em maldições, são suscetíveis ao efeito Barnum, ou Forer.

A Influência Psicológica

psicologico

Frequentemente, uma crença em maldições é reforçada por outras tendências psicológicas.

Quem crê em maldições procura evidências afirmativas, que justifiquem a presunção de forças naturais a agir. Isso baseia-se em dados contraditórios e logicamente inconsistentes.

Um bom exemplo disso era a maldição de Tutankhamon. Qualquer um que invadisse o túmulo era atacado pela maldição do faraó. No entanto, apenas a primeira equipa de arqueólogos sofreu as consequências.

Não existia nenhuma maldição, apenas o ar da câmara continha micro-organismos que causaram a morte a quem entrou.

No entanto, a cobertura jornalística potenciou o mito da maldição.

Esse poder conferido às maldições resulta apenas da crença que são verdadeiras e resultantes de um ambiente em que as pessoas não conseguem controlar os eventos. Essa ausência de controlo leva a que as pessoas sejam recetivas a acreditar em forças sobrenaturais.

As pessoas que com essa tendência têm certas características na personalidade, como a tolerância à ambiguidade e o neuroticismo. Ou seja, são pessoas que lidam com a incerteza e procuram se fechar, levando-as a tirar conclusões precipitadas em relação ao fracasso.

Já o neuroticismo pode facilitar a preocupação e a reflexão sobre as maldições.

Os casos de crenças em maldições podem minar a confiança em si mesmo e no sucesso futuro. Trata-se do poder de sugestão no infortúnio e na má sorte em causar resultados negativos. É o que se chama de Efeito Nocebo.

Fatores Sociais

sociedade

A cultura também influencia a crença nas maldições. A educação e as narrativas sociais perpetuam a noção dos eventos associados às maldições.

Isso faz com que sejam socialmente aceitáveis e plausíveis. Exemplo disso é o olho gordo. Que deriva da crença que alguém com inveja pode amaldiçoar a vida de alguém.

Mas, se assim fosse, não haveria pessoas ricas.

As Redes Sociais têm vindo a contribuir para o aumento dessas questões, como foi o caso da Momo, uma simples escultura japonesa assustadora. Apesar de não existir nenhuma evidência científica para apoiar uma força sobrenatural na escultura, a comunicação social tornou a questão viral, causando ansiedade em pais e crianças.

Acreditar em maldições mina a tomada de decisões, o bem-estar e a autoconfiança. Pode tornar-se extremo ao produzir pensamentos críticos incomuns e comportamentos estranhos.

maldições

Apesar das maldições não terem qualquer base científica que comprove a sua existência, há algumas que não se conseguem explicar. 

Como é que a ciência consegue medir aquilo que é abstrato e, aparentemente sobrenatural? 

Será que isso é o suficiente para acreditar que as maldições são verdadeiras?

Muitos justificam que a Ciência apenas consegue compreender a mecânica por de trás destes eventos paranormais. Segundo os crentes, Física apenas explica o processo físico e que jamais poderá prova o que é sobrenatural.

E o leitor, o que acha sobre as maldições? Deixe a sua opinião nos comentários e partilhe este texto com outras pessoas.

29.Jan.20

Skinwalker Ranch: Centro De Atividades Paranormais

Há relatos de OVNI, mutilação de gado e criaturas que mudam de forma, imunes aos tiros.

skinwlaker ranch

Quem acredita em atividade paranormal, considera o Skinwalker Ranch um lugar amaldiçoado, pelas atividades sobrenaturais que ali acontecem. 

As atividades paranormais são tão assustadoras que o seu antigo proprietário Terry Sherman viveu apenas 18 meses com a sua família, acabando por vendê-la.

Ele e a sua mulher partilhavam as suas experiências com o repórter local, em 1996. Contaram experiências com círculos nas colheitas, avistamento de OVNI e aparecendo algum gado mutilado de forma cirúrgica e sem marcas de sangue.

Quem comprou a propriedade foi Robert Bigelow, um magnata e entusiasta de OVNI.

Associado ao Instituto Nacional da Ciência das Descoberta, montou uma vigilância de 24hs sobre o rancho, tentando chegar à origem das alegadas atividades paranormais.

Com a vigilância, produziu um livro chamado Hunt for the Skinwalker, onde vários investigadores afirmam terem visto atividades paranormais.

No entanto, não foram capazes de recolher nenhuma prova que apoiasse as histórias sobre o rancho.

A propriedade acabou por ser vendida à Adamantium Real State, que procura registar a marca Skinwalker Ranch.

Será que Sherman estava a mentir sobre o que viu nas noites de vigilância? Ou será que estava sobre o efeito de uma ilusão coletiva?

[Leia: Skinwalker Ranch e os efeitos que teve em pessoas diferentes]

As faltas de provas desacreditaram todas as histórias que foram contados sobre o rancho. Ainda assim, a Skinwalker Ranch situa-se no Utah, uma região onde há inúmeros relatos de atividades paranormais.

Chegam mesmo a apelidar de “Beco Ovni” a região.

Segundo o livro publicado, foram avistados vários objetos estranhos desde 1776, com a chegada dos exploradores europeus. Já antes dos europeus, os povos indígenas contam histórias de eventos sobrenaturais.

Será que o que estava a ser observado era o que os povos indígenas também viram?

As Criaturas Misteriosas

skinwalker ranch

Nem tudo o que é avistado no rancho é OVNI. Várias testemunhas alegaram ver animais grandes e misteriosos, como um animal três vezes maior que um lobo normal que afirmam terem disparado sobre ele sem causar qualquer efeito.

Cientista que trabalham na propriedade a investigar os casos, afirmaram terem visto uma criatura humanoide a espiar a equipa do topo de uma árvore.

Segundo o testemunho, a criatura estava a 50m de distância e numa árvore a cerca de 6m do solo. A única coisa que indica a presença da criatura eram os seus olhos amarelos brilhantes que não piscavam.

Tentaram acertar com tiros, mas a criatura fugiu. No entanto, conseguiram recolher provas da presença da criatura: duas pegadas de garras que indicavam ser uma ave rapina de porte fora do comum e pesada.

O Skinwalker

skinwalker ranch

No folclore da tribo Navajo, há a lenda de criaturas humanas capazes de mudar de forma, chamados de skinwalkers. Estes são bruxas más que se conseguem transformar no que quiserem.

Avistamento dessas criaturas foram relatados e investigados, porém, como seria de esperar, não se conseguiu recolher nenhuma prova.

[leia: Será que esteve na presença de um Skinwalker?]

As águas amaldiçoadas

skinwalker ranch

Em 1998, um polícia viu uma grande luz mergulhar na reserva de água que se encontra lá perto, desde 1970. Mais tarde, em 2002, quatro jovens viram uma bola azul e branca mergulhar nas mesmas águas.

De acordo com o primeiro relato, a luz ao mergulhar em forma de cola, reemergiu em forma de raio de luz desaparecendo no céu.

De acordo com muitas pessoas que conhecem as histórias de Skinwalker Ranch, as águas usadas para criar o lago artificial provinham de nascentes amaldiçoadas onde espíritos malignos surgiam delas e regressam por elas.

skinwalker ranch

Será que as histórias que ouvimos de Skinwalker Ranch são verdadeiras? Ou será que são o resultado de algum comportamento psicológico individual ou em massa?

O que é certo é que a região tem muitas histórias para contar e não há nenhuma prova que possa sugerir a veracidade das mesmas, mas, também não há nenhuma que as possa negar.

O que acha das histórias? Deixe a sua opinião nos comentários sobre o que realmente se pode passar em Skinwalker Ranch.

 

28.Jan.20

Mal Olhado | Como O Mal Olhado Tem Afetado A Vida De Muitas Pessoas

Todos ficam com um mal olhado de vez em quando, e geralmente pensamos pouco nisso (especialmente se o merecemos). Para a maioria de nós, logo é descartada, mas em muitos lugares a crença no mal olhado é levada muito a sério e requer ação imediata para evitar danos. 

O mal olhado é um olhar humano que se acredita causar danos a alguém ou a alguma coisa. O dano sobrenatural pode vir na forma de um infortúnio menor ou de uma doença mais séria, lesão e até a morte. O folclorista Alan Dundes, em seu volume editado "The Evil Eye: A Casebook", observa que:

"a boa sorte, a boa saúde ou a boa aparência da vítima - ou comentários desprotegidos sobre ela - convidam ou provocam um ataque de alguém com o mal olhado. Os sintomas de doenças causadas pelo mal olhado incluem perda de apetite, bocejo excessivo, soluços, vómitos e febre. Se o objeto atacado for uma vaca, seu leite poderá secar; se for uma planta ou árvore frutífera, ela murcha e morre repentinamente." 

Diz-se que o mal olhado também causa uma série de outras doenças, incluindo insónia, fadiga, depressão e diarreia. Em muitos lugares, a doença é considerada um problema mágico e também médico, e a razão pela qual uma determinada pessoa sucumbe a uma doença pode ser atribuída a uma maldição, em vez de uma chance aleatória ou exposição a um vírus. Pode até afetar objetos e edifícios: o mal olhado lançado sobre um veículo pode avariá-lo irreparavelmente, enquanto uma casa tão amaldiçoada pode em breve desenvolver um telhado com vazamentos ou uma infestação de insetos. Qualquer coisa que der errado pode ser atribuída ao poder do mal olhado. 

O Mal Olhado Na História

O mal olhado é bem conhecido ao longo da história. É mencionado em textos gregos e romanos antigos, bem como em muitas obras literárias famosas, incluindo a Bíblia (como Provérbios 23: 6: "Não coma o pão daquele que tem mal-olhado, nem deseje suas delicadas carnes. ") as peças do Corão e de Shakespeare. Embora a crença no olho do mal seja generalizada, ela não é universal. Uma pesquisa transcultural de 1976 do folclorista John Roberts descobriu que 36% das culturas acreditavam no mal olhado. 

O mal olhado é essencialmente um tipo específico de maldição mágica e tem suas raízes no pensamento e na superstição mágicos. Digamos que uma pessoa tenha azar, problemas de saúde, acidente ou alguma calamidade inexplicável - talvez uma seca ou uma doença infeciosa. Antes que a ciência pudesse explicar os padrões climáticos e a teoria dos germes, qualquer evento ruim pelo qual não houvesse uma causa óbvia poderia ser responsabilizado por uma maldição. Maldições, incluindo o mal olhado, são uma resposta à antiga questão de por que coisas ruins acontecem a pessoas boas.

Dizem que os olhos têm poderes especiais; eles dizem ser a porta de entrada para a alma de uma pessoa. Dizem que os olhos desviados traem subtilmente os mentirosos, enquanto um olhar firme pode ser agradável ou ameaçador, dependendo das circunstâncias. O contacto visual pode criar uma conexão intensamente pessoal, seja entre amantes ou superiores e subordinados. Olhar gritante ou intenso pode transmitir poder e autoridade sobre o outro. E, é claro, os atores usam seus olhos para transmitir uma ampla gama de emoções, incluindo amor, ódio, nojo, tédio, desprezo, surpresa e inveja. De fato, é essa última emoção - ciúme - que subjaz à associação cultural do mal olhado com a magia. 

A crença no poder dos olhos é tão poderosa que qualquer aflição ocular sugere o mal e a má sorte. Pessoas vesgas, espasmos oculares ou espasmos incontroláveis (uma condição chamada blefaroplasta) ou que apenas têm um estrabismo proeminente foram evitados e temidos como provocadores de azar, especialmente entre aqueles que trabalham em ocupações perigosas, como pesca e mineração. Da mesma forma, aqueles com olhos extraordinariamente fechados ou olhos de cores diferentes eram frequentemente suspeitos de ter o mal olhado. 

Dizem que bebés e crianças são especialmente suscetíveis a danos causados pelo mal olhado, e em muitos países, incluindo Grécia, Roménia e Índia, elogiar uma criança publicamente às vezes é considerado tabu, pois o elogio chamará a atenção do mal olhado. Para afastar o mal olhado, os pais de uma criança louvada sem pensar podem pedir à pessoa que deu o elogio que cuspa imediatamente na cara da criança. Como o jovem momentaneamente exaltado foi derrubado, qualquer dano causado pelo mal olhado é desnecessário; essa pomada saliva é inofensiva, mas um insulto suficiente para negar o elogio.

Quem tem o mal olhado? Talvez tenha. Muitos acreditam que a má intenção não é necessária e que algumas pessoas podem lançar um olhar maligno sem mesmo saber. Acredita-se que uma pessoa tem o mal olhado, outros membros de sua família são frequentemente tratados com suspeita - e supõe-se que qualquer criança também tenha a maldição. 

Proteções e curas para o mal-olhado

A melhor maneira de lidar com o mal olhado é evitá-lo em primeiro lugar. O método varia de acordo com a cultura, região geográfica e preferência pessoal. Na América Latina, o mal olhado é conhecido como "mal de ojo", e a crença nele é especialmente difundida nas áreas rurais. Em Porto Rico, por exemplo, os recém-nascidos costumam receber um amuleto de boa sorte chamado azabache para protegê-los do mal olhado.

Os amuletos podem ser usados ​​para impedir o mal olhado, geralmente usando a cor azul (simbolizando o céu ou a piedade) e um símbolo do olho. Feitiços, poções e feitiços também podem ser preparados; o alho pode ser usado para impedir o mal olhado, e alguns acreditam que apenas dizer a palavra "alho" oferece proteção. 

Muitas vezes, aqueles que acreditam que foram prejudicados pelo mal olhado procuram xamãs, feiticeiros, médiuns ou outros curadores espirituais para remover a maldição. Existem várias maneiras de curar o "mal de ojo". Um método tradicional do México envolve o uso de um ovo cru. Diz-se que o ovo, um símbolo universal de pureza e nascimento, absorve as energias malignas ao passar sobre a testa e o corpo caído da vítima. O ovo é então quebrado sobre uma tigela de água e as formas resultantes examinadas de perto quanto a formas incomuns. Diz-se que uma forma oval ou ocular vista na gema ou na branca indica que o poder do mal olhado foi removido com sucesso da vítima. Alguns afirmam que o sexo da pessoa que lança o mal olhado pode ser determinado a partir das formas. 

É tentador ver o mal olhado como uma crença antiga e desacreditada que não desempenha nenhum papel em nosso mundo do século XXI. Em vez disso, como observa o folclorista Dundes, "devemos ter em mente que o mal olhado não é uma crença supersticiosa antiquada de interesse exclusivamente para os antiquários. O mal olhado continua a ser um fator poderoso que afeta o comportamento de incontáveis milhões de pessoas em todo o mundo".

Embora a crença no mal olhado possa ser uma superstição inofensiva, também pode ser perigosa em algumas circunstâncias. Sempre que uma pessoa acredita que outra a tenha prejudicado - seja natural ou sobrenatural, intencional ou acidentalmente -, existe o potencial de retribuição mortal. Como outras bruxas e feiticeiros acusados ao longo dos séculos, muitas pessoas foram atacadas, espancadas e mortas por lançar um mal olhado.

28.Jan.20

OVNIS | Bocados Perdidos De Discos Voadores Aparecem No British Science Museum

Bocados de um disco voador inglês de 50 anos apareceram no arquivo do London Science Museum

Como a BBC noticiou no dia 9 de fevereiro, David Clarke, professor de jornalismo na Universidade Sheffield Hallam, examinou os fragmentos de metal e determinou que eles vinham de um famoso disco de metal de 45 cm. O objeto cativou a imprensa britânica em 1957, depois que apareceu em Silpho Moor, perto de Scarborough, Yorkshire, Inglaterra. Depois de ser cortado em pedaços para exame, desapareceu gradualmente nas décadas seguintes.

Três homens descobriram o objeto na charneca, informou o Yorkshire Post em 8 de fevereiro, apenas três semanas após o lançamento do Sputnik, a Rússia - o primeiro satélite da Terra criado por humanos. Como relatou o Post, seu fundo de cobre estava coberto de hieróglifos, muito parecido com o disco descoberto em Roswell, Novo México, uma década antes.

O disco de Silpho Moor também continha um pequeno livro, relatou o Post, coberto de mais hieróglifos, que um dono de café de Scarborough afirmou decifrar como um aviso de um alienígena chamado Ullo sobre guerra atômica: "Você vai melhorar ou desaparecer".

Metalúrgicos e outros especialistas que estudaram o objeto Silpho Moor determinaram que ele não tinha propriedades especiais e nunca esteve no espaço sideral, informou o Post, uma jornada que deixa assinaturas reveladoras em metal.

Ainda assim, agora que os arquivistas do Museu da Ciência aprenderam o "significado cultural" dos fragmentos redescobertos, informou a BBC, eles podem exibi-los como um registo daquele momento estranho na história britânica.

26.Jan.20

Extraterrestres: Foram Eles Que Nos Criaram?

Até que ponto os extraterrestres influenciaram a nossa evolução.

extraterrestres

É um facto que há indício de que os extraterrestres nos visitaram no passado. 

No entanto, algumas teóricos dos antigos astronautas vão mais longe, acreditando que ser possível que o que somos é resultado de manipulação genética de extraterrestres.

Será que isso é possível? Há a possibilidade de uma dia termos sido alterados geneticamente para evoluirmos no que hoje somos?

A Teoria Dos Antigos Astronautas

Antigos Astronautas

A Teoria dos Antigos Astronautas sugere que no passado fomos visitados por seres extraterrestres que partilharam o seu conhecimentos e tecnologia para construir as grandes cidades e desenvolver a civilização.

Nessa teoria há espaço para afirmar que esses seres foram considerados deuses vindos do céu por parte das civilizações que existiam, que por falta de conhecimento científico acharam que eram figuras com poderes divinos.

Os teóricos que estudam essa possibilidade tem lançado uma reflexão, mais ou menos metodológica, sobre a ação de extraterrestres junto das povoações ancestrais e grandes centro civilizacionais.

Algumas das ideias chegam a ter uma boa argumentação, porém, negam algumas evidências históricas que acabam por anular toda a sugestão de intervenção extraterrestre no passado.

Não significa que estejam errados na sua crença. É um dado importante que a concepção que temos da história da civilização é baseada na interpretação de documentos e outras provas que temos, que nos permite chegar a um consenso.

Apenas pecam por não conseguirem apresentar provas que possam anular a concepção da Histórias universalmente aceite.

Todos os dias chegam novas provas que permitem sustentar ou anular o que já se conhece. O que significa que se poderá encontrar alguma prova que venha a sustentar a sua afirmação, ou mesmo anular de vez.

A Manipulação Genética Do Ser Humano

adn extraterrestre

Dentro dessa teoria, há várias ramificações que estudam as ações extraterrestres junto da civilização.

Uma dessas teorias é a da manipulação genética do código de ADN do Ser Humano.

Para esses teóricos, o Ser Humano é o resultado direto da ação de extraterrestres no nosso ADN, de forma a que tenhamos a aparência física e todas as capacidades motoras que os restantes seres vivos não têm.

Isso justifica o tal elo perdido no Evolucionismo que ainda não conseguiu estabelecer uma conexão na escala evolucionista.

O Evolucionismo sugere que o Ser Humano vem dos primatas, mas, ainda não consegui estabelecer um padrão para essa escala evolucionista. Ou seja, ainda não encontrou a ponte que permite afirmar que o Ser Humano veio dos primatas.

É nesse ponto que a Teoria dos Antigos Astronautas vem afirmar que houve uma ação extraterrestre e que se tratou de uma manipulação genética com os primatas.

No entanto, eles afirma que não foi apenas a nível humano essa manipulação é que ela aconteceu com outros animais, usando com prova os animais das mitologias das antigas civilizações para justificar a ideia.

extraterrestres

Estariam eles certos, ou errados? Historicamente não é possível afirmar que houve uma intervenção extraterrestres. Mas, também não é possível afirmar que não houve.

Os dados que possuímos têm uma inclinação para a História tal como a conhecemos, apesar das suas lacunas.

O que não invalida que não possamos analisar a História da perspectiva da Teoria dos Antigos Astronautas de uma forma mais metodológica do que aquela que tem vindo a ser usada por eles.

Talvez consigamos chegar a algum resultado onde fique provado de vez que os extraterrestres tiveram um papel fundamental no nosso passado.

25.Jan.20

Shadow People | Seres Estranhos À Volta Da Nossa Cama

Os Shadow People aparecem quando menos esperamos durante a leitura ou descanso.

À noite, quando tudo está tranquilo, acordamos com um ou mais shadow people ao pé da nossa cama.

shadow people

Os shadow people normalmente aparecem de noite. Podes estar a ler, a ver TV ou apenas deitado na cama. 

Eles aparecem na figura de um homem que por vezes usa um chapéu ou um manto. 

Na maior parte das vezes, apenas consegues ter um vislumbre dele pelo canto do olho, enquanto se desvanece no canto do teu quarto, ou desaparece pela porta. 

Às vezes é apenas uma sombra, uma projeção na parede do quarto ou teto, mas, outras vezes, especialmente no escuro quando menos esperas, o shadow people parece uma figura escura de corpo completo, mais escuro que a própria escuridão do teu quarto, apenas se destacando os seus olhos vazios.

Os índios Chumash, na costa central da Califórnia, contam histórias destas criaturas que aparecem durante a noite, durante séculos.  Chamam-nos de "dark watchers".

Se pesquisarmos pelo tema, encontrarás centenas de histórias de pessoas que tiveram um encontro, ou mais, com estes seres nas suas casa. 

Na internet, lemos algumas das seguintes histórias:

"Eu senti alguém a observar-me, então, voltei para o corredor e vi à entrada da porta uma figura escura. Apenas conseguia perceber a sua forma do tronco para cima. Percebi que era uma figura masculina e que olhava para mim. Caminhei em direção a ele e desapareceu no escuro do quarto."

"Estava ali, aos pés da minha cama, uma figura negra e alta como a sombra. Parecia ter quase 2 metros de altura de ombros largos e usava o que se assemelhava a um chapéu antigo e capa curta. Observei-o enquanto deslizava pelo meu quarto e de desvanecia pela porta."

Escusado será dizer que os céticos têm uma explicação para este fenómeno, para o teu conforto, adequadamente racional para justificar estas histórias. 

Todas essas explicações são baseadas na justificação de um erro de identificação de uma sombra real com um objeto pessoal, às várias possibilidades de alucinação ou ilusão, associadas com paralisia de sono e consumo de drogas, até à simples mentira e invenção de histórias. 

Eu penso que toda a gente concorda que o acima referido é possível e por isso explicam algumas das experiências. 

Mas há uma situação: tentem impor essas explicações a pessoas que conseguem detalhar as experiências com factos concretos, como por exemplo: "Eu não estava a dormir"; "Eu consegui distinguir uma sombra normal do que vi"; "E então o meu amigo que estava comigo?".

Os entusiastas do paranormal apresentam algumas teorias sobre o que podem ser estes shadow people. 

Algumas fazem sentido para mim, mas outras não fazem, já que não se inserem por completo naquilo que define os seres a que são comparados.

Uma das teorias é de que eles são projeções astrais. 

No entanto, tal não faz sentido, pois uma projeção astral é a projeção de alguém real e logo ela é percetível de identificar enquanto ser humano e não como sombra. 

Apesar de muitos justificarem que o que se sabe sobre shadow people é consensual com o que se sabe sobre projeção astral, acaba por ser falso, pois pouco ou quase nada se sabe sobre os dois fenómenos. 

Por isso, basicamente não há conexão.

Outra das explicações é que estes seriam seres interdimensionais. 

Para mim esta explicação é bastante vaga, porque o que se considera seres interdimensionais. 

Sim, entende-se que são seres de outras dimensões, mas, onde eu quero chegar é como podemos considerar eles como tais seres, se não há qualquer tipo de ideia que seres são esses. 

Mesmo admitindo que os seres interdimensionais existem, que indícios têm do que são: como se manifestam e se deteta a sua presença, qual o nível de interação que têm com a nossa dimensão, etc. 

Alguns avançam com a hipótese de serem demónios. Não faz sentido, já que a atuação de demônios, tal como se conhece, manifesta-se de várias maneiras e não unicamente na mera observação.

Há ainda aqueles que falam em extraterrestres. Porém, extraterrestres são conhecidos como sendo seres corpóreos e não sombras.

Apenas há uma explicação para válida para o fenómeno e que, por efeito, desmistifica qualquer associação paranormal. 

Trata-se de consequências de manifestações físicas como a paralisia do sono

Elas podem ocorrer enquanto dorme, ou mesmo acordado. 

É certo que não é uma explicação bem aceite por parte da pessoa que passa pela experiência, pois quase sempre acham que está a ser chamada de maluca. 

De facto, não tem nada a ver com doenças mentais e trata-se apenas de manifestações do sono. 

Pode acontecer quando estamos mais cansados e com dificuldade em adormecer, mas não faz de ninguém uma pessoa com problemas mentais.

Tem sido a explicação que melhor explica o fenómeno já que esta pode ser recriada com pessoa que tiveram a experiência. 

No entanto, ainda é uma explicação precoce que não consegue dar uma resposta ao fato das pessoas verem as mesmas formas.

A minha mulher já teve uma experiência parecida, em que estava muito cansada e acordou de noite com um barulho. 

No entanto, a reações que seria expectável entre o cérebro e o corpo não foi a melhor, não houve coordenação. Então, experienciou uma alucinação com um shadow person e paralisia do corpo.

Isto mostra como ainda desconhecemos o nosso cérebro e as capacidades que ele tem. 

Ainda assim, há pessoas que recusam a explicação científica e continuam a considerar que tal fenómeno é a manifestação de seres sobrenaturais. Muitos crentes chegam a desenvolver cursos de como atuar em caso de exposição permanente a este fenómeno e até têm rituais para realizar na casa das pessoas.

Por incrível que pareça tais coisas funcionam em pessoas que experienciaram este tipo de fenómeno. Isso explica-se com aquilo a que se chama de parassonia, que são distúrbios comportamentais no sono e que em alguns casos, técnicas que trazem relaxamento e conforto à pessoa conseguem ter efeitos positivos.

Em todo o caso, é sempre aconselhável a visita a um médico para avaliar a nossa saúde mental.

Sei que todas estas experiências são estranhas e podem ser assustadoras. Mas, ao mesmo tempo, têm algo fascinante, pois permitem, pelo menos uma vez na vida, experimentar o poder do nosso cérebro. 

Como é óbvio, também não afirmo que tais seres não existem. Porém, seria loucura negar as questões físicas e mentais que envolvem tais fenómenos para remetê-los à limitada explicação do paranormal.

25.Jan.20

Morreu Lorraine Warren

Investigadora Paranormal Que Inspirou "Invocação Do Mal" Morreu Aos 92 Anos

Investigadora Paranormal que inspirou "Invocação do Mal" morreu aos 92 anos.

Lorraine Warren era investigador do paranormal que morreu aos 92 anos de idade, na passada quinta-feira, 18 de Janeiro.

Ela, juntamente com o seu marido que faleceu em 2006, inspiraram os filmes "The Conjuring", em Português "A Evocação do Mal". 

Foram os seus trabalhos em campo que inspiraram a criação da boneca Annabelle e do fantasma de Endfield que aparece no segundo filme.

17.Jan.20

Experiências Paranormais | Como Explicar Com Paralisia do Sono

Experiências Paranormais podem ser explicadas através de estudos científicos.

paralisia do sono

Muitas pessoas passam por uma experiência paranormal, na qual não se conseguem mexer. Associado a isso, estão as alucinações com seres sobrenaturais que as crenças e mitologias oferecem.

Durante muitos anos, foi considerada obra de demónios e de outras criaturas sobrenaturais com o interesse particular em algo da pessoa, como é no caso do súcubos, um demónio que paralisa as vítimas para que se sugue a energia sexual.

No entanto, com os estudos científicos, é possível compreender estes fenómenos e encontrar uma explicação para eles.

Neste caso em concreto, referimo-nos à paralisia do sono. Vamos analisar melhor.

Paralisia do Sono

As experiências paranormais relacionadas com a paralisia do sono, acontecem a pessoas com uma propensão genética. Mas, há outros fatores que desencadeiam o fenómeno, como stress, trauma, doenças mentais e físicas.

É preciso perceber que o nosso sono tem diferentes fases. Uma delas é o sono REM, o mais profundo, em que o nosso corpo está paralisado. 

Ou seja, quando estamos num sono mais profundo, o nosso corpo ativa um mecanismo de defesa, para que quando sonharmos que voamos, não saltemos de uma janela.

A paralisia do sono é um momento em que passamos por uma experiência de despertar, mas que o nosso cérebro ainda está a processar o momento de sono profundo, onde o sonho é mais vívido e se torna numa alucinação, e mantém o nosso corpo refém da defesa natural.

 

A Experiência De Uma Mulher Grávida

Numa das histórias que tive acesso, num contacto direto, foi a de uma mulher grávida que passou por essa experiência paranormal. 

Tudo aconteceu numa noite durante a sua gravidez. Estava sozinha no seu quarto, quando acordou e viu um vulto negro a observá-la e a se sentar junto da cama, ao seu lado.

Durante alguns segundos, a figura sinistra passou a mão pela sua barriga, como se estivesse a acariciá-la, dando mimos ao bebé.

Depois, levantou-se se saiu pela porta do quarto, como se tivesse feito o que era suposto na sua visita.

Durante essa experiência, não se conseguiu mexer.

No inicio, sentiu medo, mas acabou por perceber que estava a passar por um sonho, já que o cão dormia mesmo ao seu lado e não sentia a presença de ninguém.

Ela conta que debateu-se para se mexer de forma a ter uma reação, mas não conseguia ter nenhuma, nem mesmo falar. 

Pesquisando um pouco mais sobre o assunto, encontrou outras mulheres grávidas que passaram pela mesma experiência que ela. 

Percebeu que devido à alteração hormonal da gravidez, tornou-se suscetível ao fenómeno da paralisia do sono.

 

Outras Experiências De Paralisia de Sono

Para além desta da mulher grávida, há outras experiências que passam por paranormais, devido à vivência do sono. 

Há casos para todos os gostos, sendo os mais comuns relacionados com vultos escuros. 

Esses vultos são conhecidos na Internet como Shadow People, ou povo das sombras. 

As experiências associadas com o povo das sombras têm um padrão muito idêntico. Eles aparecem no quarto das pessoas e observam-nas apenas. 

As formas associadas são a entidades de capuz, uma figura de forma humana e um homem de chapéu.

Em nenhum deles se consegue ver o rosto, porém, alguns surgem com olhos vermelhos, assustando ainda mais as vítimas.

Também, há casos de pessoas que veem familiares que já morreram, demónios e até duendes, como a história da apresentadora brasileira Xuxa.

Segundo as crenças neste tipo experiências paranormais, não são entidades que procuram o mal das pessoas, mas, também não se consegue perceber o que pretendem com a observação.

Algumas pessoas consideram serem extraterrestres.

 

O Que Dizem Os Cientistas

No site The Conversation podemos ler um artigo da Dr.ª Alice M. Gregory, professora de Psicologia na Universidade de Londres, onde diz o seguinte:

"During REM sleep we are most likely to have vivid dreams. At this stage we are also paralysed, perhaps as a safety mechanism to stop us acting out our dreams so that we don't end up attempting to fly."

É durante o período de sono mais profundo que estamos propícios a passar por uma experiência de paralisia de sono e a confundir como algo paranormal. 

Os sonhos que temos quando estamos nesse período são mais intensos e podem se tornar experiências que acabamos por considerá-las reais.

Como temos tem um mecanismo que imobiliza o nosso corpo durante o sono profundo, a falta de mobilidade durante esses momentos é algo que acontece com naturalidade e não resultado de forças sobrenaturais.

Esta é a forma como a Ciência vê as experiências paranormais associadas à paralisia do sono. Mas, e se eles estão errados?

E se eles apenas estão a perceber como tudo acontece, a mecânica, e não o que causa a que fiquemos alerta durante o nosso sono profundo?

Eles próprios reconhecem que ainda não conseguem explicar tudo o que se passa em torno deste fenómeno, dado ao fato de ainda não compreenderem como funciona o cérebro na totalidade.

Gostou do artigo? Então porque não compartilhar? Deixe o seu comentário sobre o tema e a suas histórias de experiências paranormais, se tiver uma.

16.Jan.20

China Inaugura Telescópio para Procurar Vida no Universo

China inaugura telescópio que irá procurar por vida extraterrestre no Universo.

Five-hundred-meter Aperture Spherical radio Telescope (FAST)

 

Foi no sábado, 11 de Janeiro, que a China inaugurou o telescópio construído em 2016 e que até 2019 tem estado em testes.

O radiotelescópio tem cerca de 500 metros de diâmetro é bateu o recorde do mundo com a sua base única.

O seu nome é FAST que significa Five hundred meter Aperture Spherical Telescope, em português Rádiotelescópio Esférico de 500 metros de Abertura. 

Apesar da inauguração ter sido este ano, o equipamento já tem sido utilizado para pesquisas na área da astronomia. Durante esse período, já foram feitas importantes descobertas, como por exemplo, 102 pulsares, que é um número maior do que aqueles descobertos pela União Europeia e os Estados Unidos juntos no mesmo período.

Sendo 2,5 vezes mais sensível que os restantes telescópios, espera-se que tenha 4 vezes mais alcance.

Ele está aberto a todo o tipo de cientistas que pretendam explorar o Universo, explorando novos lugares e, quem sabe, encontrar vida extraterrestre.

 

 

Pág. 1/2