Evolucionismo, Criacionismo E Design Inteligente – Como O Ser Humano Foi Criado?

evolucionismo criacionismo

O Evolucionismo, Criacionismo e o Design Inteligente, são algumas das teorias que procuram responder como o ser humano foi criado.

Um dos grandes mistérios da Humanidade, se não o grande mistério, é saber como é que começamos a surgir.

Várias teorias tentam explicar como o Ser Humano surgiu no nosso planeta com argumentos que fazem sentido, uns mais que outros.

O Evolucionismo, Criacionismo e Design Inteligente são 3 das teorias que mais destaque têm tido na nossa sociedade.

Mas, será que algum deles responde mesmo a essa pergunta: “como foi criado o ser humano?”

Neste artigo, proponho começarmos essa aventura, de partir à descoberta das principais teorias de como o Ser Humano foi criado.

Terá sido por intervenção divina, ou pura e simplesmente ciência que ainda desconhecemos a funcionar?

O Criacionismo

O Criacionismo é uma defesa religiosa e filosófica de que na origem da criação do Ser Humano está a intervenção divina.

É errado dizer que o criacionismo é uma questão cristã, porque não é verdade.

O Criacionismo pode ser apontado a várias religiões e filosofias, entre as quais se encontra a cristã.

O que significa que temos várias formas de observar o criacionismo, incluindo uma visão científica.

Desta forma, podemos afirmar que existe:

  • o criacionismo religioso, como por exemplo o bíblico,
  • o criacionismo filosófico, como por exemplo a mitologia greco-romana,
  • e o criacionismo científico, que investiga a Criação feita por um Ser Supremo.

Criacionismo Religioso

No criacionismo religioso, o mais conhecido é o bíblico, por ser o mais divulgado, mas, também o mais refutado pelo ateísmo.

No seu entendimento, a visão que a Bíblia nos oferece é a correta: Deus criou o Universo e os seres vivos, entre os quais, o Ser Humano.

A visão que têm da Criação é literal, ou seja, da forma como está escrito, é como aconteceu.

Há que salvaguardar que nem todos acham que a Criação é literal, podendo haver nuances devido às várias traduções na questão de interpretação dos textos.

Criacionismo Filosófico

No criacionismo da mitológico, vemos a criação atribuída a Epimeteu e Prometeu, criando o ser humano do barro mole e lhe deram o fogo.

Ainda podemos encontrar relatos filosóficos na cultura chinesa, com a deusa Nu Wa que criou os humanos depois de ver a sua sombra na Terra.

Criacionismo Científico

O criacionismo científico procura evidenciar os relatos religiosos. Defende a Criação a partir do nada, entre 10 mil e 6 mil anos, na qual a humanidade foi criada por uma entidade divina.

Não afirmam que foi Deus, por Este não poder ser provado cientificamente, mas afirma que toda a criação foi criada por Alguém, com fontes científicas.

Claro que esta teoria criacionista é refutada pelo ateísmo, invocando falta de rigor metodológico, afirmando que não são possíveis de testar pela ciência.

O que nos leva a olhar para o lado ateísta da questão, o que é que eles defendem?

O Evolucionismo

O Evolucionismo defende a origem da vida biológica que evoluiu durante milhares de anos, passando por uma seleção natural, até ao dias de hoje tal como a conhecemos.

Podemos resumir o evolucionismo desta forma.

Charles Darwin é o principal impulsionador desta ideologia, mas que já era defendida por Aristóteles na Grécia Antiga. Aqui destaca-se a observação das espécies que foram se transformando e evoluindo num processo que acompanhou a evolução geológica do planeta.

Este conceito é alargado a outras áreas científicas, como a antropologia e a sociologia, dando a entender que a sociedade resulta de um processo evolutivo.

O mundo e os seres vivos são o resultado do processo da evolução.

Apresenta uma forte base científica e por isso é aceite por quase toda a comunidade científica. Mas, há que referir que este estudo tem mais anos de experimentação e observação, comparado com o criacionismo científico.

Mesmo dentro do Evolucionismo encontramos algumas teorias, como:

  • o lamarckismo: a evolução dos membros mais usados e a supressão dos menos usados.
  • o darwinismo: a evolução natural dos mais fortes e capazes de se adaptar.
  • o neodarwinismo: a evolução como uma mutação e recombinação de ADN.

A estas três teorias, chamam-se de Evolução Biológica.

Existem outras Teorias?

Sim, há mais teorias que pretendem explicar como surgiu, não só o Ser Humano, mas, principalmente todo o Universo. Destaque para:

  • Seleção Cosmológica Natural: apoiando-se na teoria de darwin, há um Universo original e que através de buracos negros multiplica-se.
  • Teoria M (ou super cordas): sugere a existência de múltiplos universos, em que o Big Bang resulta do choque de dois universos.
  • Gravidade Quântica em Loop: a teoria explica que o Universo é um processo mecânico e o Big Bang e a vida um processo mecânico repetido.

Para além destas há mais teorias, mas que ainda estão em desenvolvimento.

Então e o Design Inteligente?

Apesar de ser uma teoria recente, ela procurar refutar em parte o evolucionismo, já que muito da sua argumentação tem um ponto de origem criacionista.

No entanto, os defensores procuram se demarcar de qualquer questão relacionada com a religião ou filosofia, tentando por uma visão científica. Para isso, eles procuram evitar respostas sobre o criador.

Esta visão inicial surge a proibição do ensino do criacionismo nas escolas, de forma a se abrir uma porta ao debate científico.

O Design Inteligente procura demonstrar que a criação não é um acidente e que a complexidade dos organismos vivos sugere a intervenção de um designer. 

Isso levanta dúvidas e sugestões, o que abre espaço para outras alternativas à imagem de um Deus criador, como, por exemplo, a intervenção de aliens. 

Porém, eles não apresentam argumentos exclusivos do meio científico.

Eles alegam que houve a necessidade de manter as constantes da física fundamental de forma a garantir o funcionamento da vida e do universo.

Se desta forma não fosse, as coisas seriam muito diferentes do que conhecemos.

O criador não é apresentado como Deus. Por isso, é apresentado como um designer, dado que o Universo teria de ser projetado.

Porém há um pequeno núcleo de defensores que aponta o Deus cristão como o arquiteto do Universo, em comparação com outras religiões.

Apesar querer se afirmar como teoria científica, ainda é vista como uma questão religiosa, devido às crenças de muitos dos cientistas que a apoiam.

Neste sentido, o design inteligente tem encontrado dificuldade em afirmar nesse campo.

O que podemos concluir?

Mesmo existindo muitas teorias sobre a formação da vida, há uma questão que é preciso responder: “Pode haver criação sem criador?”.

O Evolucionismo, Criacionsimo e Design Inteligente precisam responder de uma forma honesta, para se perceber aquelas que fazem mais sentido.

Esta pergunta não é de forma alguma tendencial. Muito dos elementos que encontramos na natureza podem ser criados por ação intencional ou acidental.

Um bom exemplo disso é a lama: tanto pode ser criada por uma criança que brinca com água e terra, como pela simples chuva.

A nosso escolha deve-se basear no conhecimento de todas as partes. Sem elas, não podemos tirar conclusões acertadas.


Ajude a suportar o site!

O site tem uma despesa associada para se manter online. Por isso, precisamos de encontrar formas de financiamento.

Uma delas é adquirido o livro Fenómenos Paranormais na Amazon.

Contamos com a sua ajuda para nos mantermos online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *