Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estamos Sozinhos?

Este é o meu blogue onde procuro dar a conhecer histórias relacionadas com o paranormal e conspirações. Uma espécie de X-files pessoal que agora partilho com o mundo. Espero que gostem e comentem sempre que queiram.

Casal mata amigo para lhe beber o sangue

por Morningstar, em 06.02.18

people-2599550_640.jpg

As crenças podem ser deveras más para a mente humana. Prova disso é o casal alemão Daniel e Manuel Duda que mataram o amigo para lhe beber o sangue. Para além de confessarem o crime, o casal declarou que se tratava de uma forma de sacrifício e oferenda a Satanás.

Ficou provado em tribunal que ambos participavam de festas satânicas e que chegavam a dormir em cemitérios.

Atualmente a mulher já se encontra em liberdade e recebe tratamento psiquiátrico. O homem permanece preso, mas, poderá vir a ser liberto. O seu maior desejo é constituir família e reencontrar a mãe, mas, parece que a mãe prefere ver o filho com a segurança das grades.

 

Isto prova como a religião, seja ela qual for, pode moldar a mente de uma pessoa e levá-la a acreditar que fazendo certo e determinados rituais obtém o favor dos deuses.

Não quero com isto destruir a crença positiva e que ajuda a construir uma sociedade melhor, mas, quero alertar que por mais bem-intencionada que a crença possa ser, há o perigo de toldar a mente de alguém e levá-la a fazer loucuras em nome da divindade que venera.

Olhemos para a India em que não se sabe o número de religiões pode existir naquele país. Sabe-se que há rituais que levam os crentes a cometer mutilações no próprio corpo e chegam a matar crianças. Mas, não é preciso ir muito longe quando há ordens cristãs que ainda assumem o castigo corporal como forma de remissão das vontades pecaminosas.

O que fazer para curar a sociedade deste flagelo religioso? Por mais que se informe as pessoas, aina haverá muitas que acreditam que a Ciência é uma ferramenta que é contra a Fé e ainda vivem na crença de que a Terra é plana e que epilepsia e depressão é possessão demoníaca.

A fragilidade em que a mente humana se encontra nos dias de hoje, é um fato inegável e que pode ser quebrada com um simples acontecimento na vida da pessoa, desde o desemprego, à doença, ou à perda de um familiar. Acontecimento normais na vida e na sociedade, podem desencadear uma reviravolta na mente da pessoa que a leva a caminhar para um abismo de onde poderá nunca mais sair.

É preciso pensar não só a forma como se anunciam as crenças às pessoas, mas, também, com a sociedade atua perante estes casos e educa as pessoas para os perigos.